segunda-feira, 18 de junho de 2012

Rota Romântica Alemanha


Típica viagem que você não esquece, principalmente se estiver bem acompanhado.
As estradas alemãs são, sem dúvida, as melhores do mundo. Perfeitas! A maioria com duas pistas em cada sentido, área de estacionamento, refúgio de trailers, banheiros, postos, sinalização, segurança, enfim, encontrão tudo com perfeição.
Imaginava as Autobahn`s de outra forma, mas elas são 'simplesmente' estradas (2 ou mais pistas) conservadas, com o detalhe de poder correr sem limite. É ... pode deitar o pé à vontade. A minha velocidade máxima foi 170Km/h, com a nova BMW série 7 (só?!!), devido a chuva.
Talvez o único problema fora o trânsito. Era final de verão e muitos europeus viajavam com a família. Eles iam para o interior com o carro/trailer lotado. Pela intensidade do tráfego, qualquer acidente parava tudo. Peguei um congestionamento de 1,5hs.
O segundo carro que alugamos, MB Classe B, não andava nada (a série 7 foi pra descer sentido sul, em outra semana). Tinha que dar passagem a cada minuto pra inúmeras Mercedes, Audis, BMW`s. Triste pacas...
Fica já a dica, se querem velocidade, não economizem no modelo. Os alemães sempre terão um carro melhor que o seu.

Mas o papo agora é rota romântica, e tudo o que vocês não vão precisar é pressa.
A colheita de informações pré-viagem não foi das melhores. Como aqueles seriam os meus últimos dias na Alemanha, e eu não sabia se estaria 100% pra encarar as estradas, deixei tudo pra resolver em cima da hora, com base no guia da folha, simples e abstrato.
A Rota romântica é enorme. Reservamos somente um dia pra fazer uma pequena parte dela. Saímos de Munique bem cedo pela rápida Autobahn até Würzburgo, mas apenas a volta que foi parte do famoso caminho.
Segundo informações oficiais do órgão de turismo, o caminho começa em Würzburg e termina em Füssen. Os principais sites da Romantische Strasse são romantischestrasse e Touring. Imprescindível ter um mapa na mão, só o GPS não resolve porque ele vai tentar te mandar para as estradas principais e aí, claro, vai perder a graça.
O melhor da rota, sem clichês, é a beleza rural, a calma, o povo, as paisagens, as construções, as igrejas, os restaurantes, OS BIERGARTENS. Se caírem numa autoestrada, tudo ficará pra trás e estará perdido, por isso, o tempo e a falta de roteiros rígidos é fundamental.
Em Würzburg já deu pra ver como seria o longo dia. Parei o carro no estacionamento da Residência de Würzburgo (Würzburger Residenz) e saí em direção ao centro. Cafés, cerveja, música.
Na sequência, outras três cidades até chegarmos em Munique. Vejam na fotos as cidades da rota romântica.
 Esse roteiro foi, sem dúvida, uma das nossas melhores viagens.

Um comentário:

Renato disse...

Parabens pela estrutura e conteudo de seu blog, Forte abraço Renato Artesanato em MDF